Lia Lua, hermana peixa com asas de Ísis, quantos presentes seus recebo!

Escolheu partir na Lua do Buda… Não tinha outro dia, né minha irmã?

Sinto muito dizer, Senhor Buda, mas a partir de hoje essa Lua é de Lia!!

Nenhum outro portal estaria à altura de tanta profundidade, beleza e sabedoria.

Com você aprendo sobre poesia, ativismo amoroso e assertivo, lealdade, coragem e histórias que penetram os ossos.

Com você e a partir de você vivi a experiência Feminina mais real, concreta e bonita compondo uma Roda de amor e cuidado pra te dar suporte enquanto se cuidava.

Mas, sem dúvida, o que mais me ensinou foi sobre a Morte.

Que honra poder testemunhar a beleza e a sabedoria com que viveu esses dois últimos anos e como conduziu com suavidade e doçura sua passagem.

Que as mortes possam ser vividas com a naturalidade e a nobreza com que você viveu a sua.

Te abraço com amor, alegria e saudade e te encontro no Mundo dos Sonhos até que a gente volte a dançar juntas nos Círculos de Mulheres.

Voa, minha amiga, irmã peixa com asas de Ísis.

Te amo e danço sua Morte celebrando a Vida como você queria que fizéssemos.

Open chat